Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Be Awesome, Be You

Já cheira a Natal | Ser saudável no Natal

Hello Awesome's!

Falta 1 mês para o Natal. UM MÊS! Acreditem, ainda não estou em mim. E quando a Dii comentou que, por esta altura, no ano passado, o blog já cheirava a natal, não quis acreditar. O ano está quase a terminar e eu sinto que ainda há tanto que deveria ter feito...

Mas, opá por muito renitente que esteja a isto, o facto é que ninguém consegue ficar indiferente às decorações dos shoppings, aos presépios, às luzes... A todo este espírito! Ele parece que nos ataca do género "sente-me! abraça-me!". E pronto, cá estou eu com a temática do Natal.

 Porém, decidi trazer algo diferente. Costumam-se trazer decorações, maquilhagens, roupas e até unhas. No entanto, sendo o natal uma época de excessos (e nós relacionadas com a saúde), decidi trazer algumas dicas de como tornar este natal num natal saudável.

Contudo, quero sublinhar uma coisa muito, mas MUITO, importante. Não é por 1 dia em 365/366 que estragam a dieta. Divirtam-se, provem as iguarias, deliciem-se com esta época. Não é por um dia que a balança vai deixar de vos conseguir pesar. 

Aproveitem o Natal, e tudo que ele tem de maravilhoso e delicioso!

Mas vamos lá às dicas?

 

1. Atenção aos "pós" brancos da cozinha: O açúcar, o sal e a farinha são os três demónios da culinária. Fazem parte de praticamente todas as receitas e nesta época, com as doçarias, não se fala. Porém, há formas de contornar isto. Começando pelo açúcar, uma coisa muito simples que se pode fazer é colocar menos do que é dito nas receitas. Outra coisa é substituir o açúcar por outras opções que já existem no mercado, como adoçante ou stevia para bolos. Quanto ao sal, se for em doçaria, ver se o sal faz de facto falta. Já tive receitas em que dizia para colocar "uma pitada de sal", mas como sem ele não tinha qualquer diferença, não coloquei. Já nas refeições em si, uma alternativa ao sal são os temperos. Ou, então, colocar a "pitada de sal", mas ser mesmo uma pitada.  Relativamente à farinha, podemos procurar farinhas menos refinadas, ou substituir por farinhas integrais (ou, para não alterar completamente, fazer parte farinha branca, parte farinha integral).

2. Procure sempre alternativas magras ou "light": Atenção! Nem sempre o que é light é mais saudável. Porém, para quem souber ler os rótulos, procurem alternativas com menor teor de gorduras e açúcares. 

3. Dê preferência aos cozidos, assados e grelhados: Sei que há sítios que dão preferência ao polvo, outros ao peru e noutros o bacalhau. Há sítios que dão preferência aos três. A vantagem do natal é que por norma estes são cozidos ou assados, o que torna bem mais saudável que os fritos. Porém, doçaria como as rabanadas ou os sonhos são fritas. Sei que pode não ser o mesmo, mas recentemente esbarrei com uma receita de rabanadas no forno. Até pode não ser o mesmo, mas porque não experimentar? É diferente!

4. Prefira azeite, óleo de amendoim ou de coco: Ainda assim, há aquelas coisas que só mesmo fritas e, se tiver mesmo de ser, digam não ao óleo! Ainda dentro dos fritos, tentem secar ao máximo e escorrer a gordura. Outra coisa é quando regam as batatas cozidas, sei quem faz com óleo. Tentem experimentar com azeite. (ou, para os mais "adultos", podem fazer a coisa estranha que o meu pai faz: azeite, vinho tinto e um pouquito de cebola).

 

5. Moderação é a solução: Eu adoro ver a mesa de natal cheia de doces diferentes. Mas muita comida leva a exageros. Por isso, a solução é a moderação. Eu sei que mais vale sobrar que faltar, mas que tal fazerem menor quantidade de doces. Comem de tudo, mas menos. Fazem uma espécie de tapas de doces (se isto tiver sentido :P). É original e menos calórico.

6. Abuse no que é bom: Na hora da refeição, abuse nos produtos hortícolas (excepto se for hipocoagulado, aí já precisa de ter atenção!). Verduras são, por norma, mais saudável e, como a couve é rica em fibra, dá uma maior sensação de saciedade. Os frutos secos, que também costumam estar na mesa de natal, são também uma boa opção. Embora sejam ricos em ácidos gordos, trazem muitas vantagens para o sistema cardiovascular (sabiam que os cajus são bons para quem sofre de colesterol alto?). Além disso, há outros ingredientes que ajudam igualmente o metabolismo, como a canela e o gengibre.

7. Faça as refeições como normalmente: Eu sei que algumas pessoas tem tendência a saltar refeições porque comeram muito antes ou vão comer muito depois. Não o façam! Façam as refeições como normalmente, com as três refeições principais e lanches. 

8. Evita prolongar a refeição da consoada até ao ano novo: Eu sou culpada disto. É quadra festiva, é para comer do natal até ao ano novo. Mas assim deixa de ser 1 dia e passa a ser 1 semana... Restrinjam as gordices aos dias das festividades.

9. Procure praticar exercício: Seja na correria para comprar as prendas de natal, seja a brincar com os mais pequenos, seja a fazer caminhadas com a família para ver as decorações natalícias na cidade, procure não ficar parado. Outra opção é, nas horas vagas, apostar em exercícios em casa.

 

E voilá!

Dicas simples, mas provavelmente complicadas de cumprir 

 

Acima de tudo, aproveitem as festividades rodeados daqueles que mais amam e divirtam-se, sem pensar na balança. Terão tempo de sobra no novo ano para queimar as gordurinhas ;)

 

Beijinho,

12047234_910006665713608_709455401_n.jpg